Facebook
Twitter
Youtube
Flickr

Notícias

Zoonoses orienta comunidade sobre cuidados com caracol africano

Moluscos e ovos devem ser recolhidos e enterrados
Data de inclusão: 20/01/2021 15:39

A Vigilância Epidemiológica de Itajaí, por meio da Gerência de Controle de Zoonoses, orienta a comunidade sobre o aparecimento de caracóis africanos. Neste período, a presença do animal nos quintais de residências no município tem sido mais frequente devido às chuvas. Por isso, é importante fazer a limpeza da casa constantemente para evitar a proliferação do molusco.

Além de fazer a limpeza de seu quintal, o morador deve recolher regularmente os caracóis para que eles não se multipliquem (veja abaixo como proceder). Quando a infestação está em terrenos baldios é necessário fazer a limpeza do local para que a proliferação dos moluscos não ocorra.

“Estamos elaborado um mutirão de limpeza nesses terrenos visando o combate ao caracol africano e também a outros vetores, como o mosquito Aedes aegypti”, afirma Lúcio Vieira, gerente de Controle de Zoonoses de Itajaí.

Como recolher e eliminar os caracóis

A Vigilância Epidemiológica orienta sobre os cuidados com os caracóis africanos e os próprios moradores podem fazer o recolhimento dos animais em seus quintais ou hortas. Para isso, é importante usar luvas e evitar o contato dos moluscos com as mãos. Na ausência de luvas, deve-se usar dois sacos plásticos como proteção.

Recomenda-se quebrar as conchas dos animais e enterrá-los mais de 30 centímetros de profundidade. Os ovos semi-enterrados do caracol também devem ser recolhidos e enterrados. Se não tiver um local para enterrar, o morador deve descartar os resíduos no lixo comum para coleta. Nesse caso, os caracóis e ovos devem ser armazenados em dois ou mais sacos plásticos.

O que é o caracol africano:

O Achatinafulica (caracol africano) é uma espécie invasora, sem predador natural na região e com impacto relevante à agricultura e ao meio ambiente. Hoje o caracol africano, chamado de caramujo, está presente no ambiente urbano de Itajaí formando densas populações e invadindo principalmente terrenos baldios, beiras de valas e rios e locais com animais de grande porte. 

Imagens relacionadas

Zoonoses orienta comunidade sobre cuidados com caracol africano
Zoonoses orienta comunidade sobre cuidados com caracol africano
Zoonoses orienta comunidade sobre cuidados com caracol africano
Facebook
Twitter
Youtube
Flickr
Todos os direitos reservados © 2021 - Município de Itajaí