Facebook
Twitter
Youtube
Flickr

Notícias

Tributo à Negra Tereza teve samba, poesia e celebração

Encontro reuniu músicos do samba na Biblioteca Pública Silveira Júnior
Data de inclusão: 20/11/2019 15:20

O auditório da Biblioteca Pública e Escolar Norberto Cândido Silveira Júnior foi o palco que reuniu músicos, amigos e familiares para o “Tributo à Negra Tereza”, homenagem a Terezinha Peres, 87 anos, musicista com uma longa história de vida ligada ao samba em Itajaí e região. O evento, realizado na noite de terça-feira (19), foi organizado pela Câmara Setorial de Cultura Afro-brasileira do Conselho Municipal de Políticas Culturais de Itajaí.

Com apresentações musicais, poesias e mensagens de valorização à cultura negra, o encontro trouxe o tom da celebração pela vida da artista e das conquistas e avanços na luta contra a discriminação racial.

“Buscamos fazer este resgate dos nossos músicos, do samba, das religiões de matriz africana, da capoeira, enfim, de toda a manifestação e arte que vem da cultura negra”, destaca Maria Conceição Pereira, presidente da Câmara Setorial de Cultura Afro-brasileira do Conselho Municipal de Políticas Culturais.

Terezinha Peres, a homenageada da noite, é natural de Cruz Alta (RS) e desde muito cedo teve contato com a música. Em terras gaúchas, morou na casa do escritor Érico Veríssimo, sendo recebida como sua afilhada. Na juventude, participou de festivais musicais e concursos, quando também se apresentava em circos e programas de auditório, trabalhando com grandes artistas, como Mazzaropi, Oscarito e Elis Regina.

Na década de 70, veio morar em Itajaí e, ao longo dos anos, tornou-se uma saxofonista reconhecida por seu talento. Foi uma das fundadoras do “Clube do Mickey”, grupo que faz parte das lembranças de muitos moradores da cidade.

“Esta homenagem vem para mostrar que somos resistência, que não somos mais um povo escravizado, mas que temos artistas completos, como Terezinha é! Fala-se de Chiquinha Gonzaga, mas também temos que falar de Negra Tereza, autodidata, grande musicista, que merece um reconhecimento nacional”, acrescenta Conceição Pereira.

Premio Simeão 2019

Na noite desta quarta-feira (20), outra mulher negra será homenageada, a enfermeira Tânia Juçara da Silva Pereira, que vai receber o Prêmio Simeão, homenagem de valorização do negro na sociedade itajaiense. A cerimônia de premiação, coordenada pela Secretaria de Promoção da Cidadania e pela Fundação Genésio Miranda Lins, acontece no Museu Histórico de Itajaí, a partir 19h30. O evento marca o Dia da Consciência Negra, celebrado neste dia 20 de novembro.

Imagens relacionadas

Tributo à Negra Tereza teve samba, poesia e celebração
Tributo à Negra Tereza teve samba, poesia e celebração
Tributo à Negra Tereza teve samba, poesia e celebração
Tributo à Negra Tereza teve samba, poesia e celebração
Tributo à Negra Tereza teve samba, poesia e celebração
Tributo à Negra Tereza teve samba, poesia e celebração
Tributo à Negra Tereza teve samba, poesia e celebração
Tributo à Negra Tereza teve samba, poesia e celebração
Tributo à Negra Tereza teve samba, poesia e celebração
Tributo à Negra Tereza teve samba, poesia e celebração
Tributo à Negra Tereza teve samba, poesia e celebração
Tributo à Negra Tereza teve samba, poesia e celebração
Tributo à Negra Tereza teve samba, poesia e celebração
Tributo à Negra Tereza teve samba, poesia e celebração
Tributo à Negra Tereza teve samba, poesia e celebração
Tributo à Negra Tereza teve samba, poesia e celebração
Tributo à Negra Tereza teve samba, poesia e celebração
Tributo à Negra Tereza teve samba, poesia e celebração
Tributo à Negra Tereza teve samba, poesia e celebração
Tributo à Negra Tereza teve samba, poesia e celebração
Tributo à Negra Tereza teve samba, poesia e celebração
Tributo à Negra Tereza teve samba, poesia e celebração
Tributo à Negra Tereza teve samba, poesia e celebração
Tributo à Negra Tereza teve samba, poesia e celebração
Facebook
Twitter
Youtube
Flickr
Todos os direitos reservados © 2019 - Município de Itajaí